editorial CINCO e SEIS

editorial  arquitectoinvestigação

 

Architecturology (Caroline Lecourtois, 2014)Research-by-design (Johan De Walsche, 2014), Action research (Johan De Walsche, 2014) , Research based design (Jorgen Hauberg, 2014), Practice based research, Research trough Architecture, Research in Architecture (João Menezes Sequeira, 2014) foram conceitos expostos e debatidos na 3ª Conferência Internacional sobre Arquitectura e Investigação com o tema Investigação sobre Arquitectura/Investigação em Arquitectura (Labart – Laboratorio de Arquitectura do Centro de Estudos da Universidade Lusófona – Abril de 2011) e espelham com alguma clareza os diferentes tipos de abordagem à investigação em arquitetura que, actualmente, são debatidos no meio académico e profissional.

 

Os arquitectos entrevistados nos vários números da estudoprevio responderam com determinação que a prática profissional em que estão envolvidos – realização de projectos de arquitectura, da análise territorial até à concretização da obra, passando por todos os processos de pesquisa e seleção de metodologias construtivas e dos respectivos materiais – é em si mesma um método válido de investigação porque segue o procedimento normal de qualquer outro tipo de investigação: Tese, Antítese e Síntese. Partindo de um conjunto de pressupostos, constroem-se novas questões que são adoptada, rejeitadas e resolvidas numa obra fechada e partilhável.

 

A problemática levantada pelas recentes teses doutorais em Investigação através da Arquitectura (Research trough Architecture) centra-se na sua validade como objecto de estudo, principalmente quando os arquitectos/investigadores escolhem trabalhar sobre a sua própria produção arquitectónica. De certa forma, esta nova vertente doutoral obriga a uma maior abertura sobre os temas validados pela academia já que, até muito recentemente, apenas se fazia investigação sobre História da Arquitectura (monografias e historiografias temáticas), Urbanismo ou a Técnica em Arquitectura (métodos construtivos e elementos constitutivos).

 

Por outro lado, a crescente necessidade de cruzamento de saberes de várias disciplinas (presente em muitos dos projetos e coletivos dos últimos anos) parece tornar incontornáveis abordagens distintas das anteriores, na medida em que o resultado é cada mais uma síntese inovadora de vários saberes e não uma soma cumulativa dos mesmos.

 

 

O dossier que publicamos neste número são artigos resultantes das comunicações apresentadas na conferência internacional Espaço Público. O Lugar da Praça na Cidade Contemporânea, organizada pelo DA/ UAL, em parceria com o ISCTE e o apoio da Ordem dos Arquitetos, em 13 e 14 de Janeiro de 2012.

 

 

 

estudoprévio linha editorial

 

A revista ESTUDO PRÉVIO é uma publicação semestral do Centro de Estudos de Arquitetura, Cidade e Território da Universidade Autónoma de Lisboa (CEACT/UAL).

 
Com esta publicação queremos projetar um lugar novo onde a partilha do conhecimento pode ser feita com a naturalidade de uma conversa, com o rigor de um artigo técnico, com a apresentação de um livro ou ainda através o debate aberto na comunidade digital.

A proposta de criar mais uma revista de arquitetura foi, desde o início, um desafio para escolhermos um caminho um pouco diferente e por isso criámos uma linha editorial centrada nas condições reais que determinam a produção arquitetónica ainda antes de qualquer esquiço ou maqueta, ou mesmo ainda antes de sermos arquitetos.

A permanente Crise, as constantes Catástrofes Naturais, o desenvolvimento dos Subúrbios serão certamente temas que queremos aprofundar nesta publicação, mas também outros temas que condicionam e influenciam a arquitetura portuguesa como o número de arquitetos em Portugal a chegar aos 20.000, o número de arquitetos à beira do Desemprego e por outro lado a crescente diversidade de Novas Profissões onde os arquitetos conseguem dar o seu contributo.

Queremos que esta seja uma publicação que faça um ESTUDOPRÉVIOsobre o ensino e a prática em arquitetura e que amplie o debate sobre as condições e as condicionantes da nossa profissão, para que possamos continuar a evoluir através da partilha de experiências, de opiniões e de trabalhos de investigação. Só assim poderemos construir uma base sólida, aberta à procura de soluções para os novos problemas e desafios que o mundo enfrenta nos dias de hoje.

O núcleo desta publicação centra-se nas Entrevistas e no sistema aberto de Submissão de Artigos. As Entrevistas são focadas em gerar conversas que flutuam entre as práticas pedagógicas, de investigação e profissionais de cada entrevistado e podem ser lidas, em português e inglês, mas também podem ser ouvidas diretamente no site; osArtigos funcionarão em sistema de call-for-papers, selecionados pelo conselho editorial.

No mesmo projeto temos ainda espaço para promover o convite à leitura, fazendo apresentações de livros recentemente publicados, mas também de clássicos – livros que se tornaram importantes referências para a Arquitetura.
 
filipa ramalhete + joao caria lopes